Elias Junior - O Número 1 das Notícias

EM ITAITUBA: IDOSO DE 73 ANOS TIRA A PRÓPRIA VIDA NO BAIRRO VALE DO TAPAJÓS

Foi a terceira morte por suicídio só nesta semana na região.

São razões estranhas e, muitas vezes, inexplicáveis que levam uma pessoa a tirar a própria vida. Desta vez, foi uma pessoa que não dava nenhum sinal de depressão, pelo menos até uma semana atrás, quando aconteceu a separação da esposa. João Aureliano Gomes Cunha, trabalhador e patriarca dedicado, foi encontrado por vizinhos, já sem vida, dentro do quarto.

Foi a terceira morte por suicídio só nesta semana na região. São razões estranhas e, muitas vezes, inexplicáveis que levam uma pessoa a tirar a própria vida. Desta vez, foi uma pessoa que não dava nenhum sinal de depressão, pelo menos até uma semana atrás, quando aconteceu a separação da esposa. João Aureliano Gomes Cunha, trabalhador e patriarca dedicado, foi encontrado por vizinhos, já sem vida, dentro do quarto.
 
 
 
Ao lado, uma espingarda calibre .16. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas já não havia nada a ser feito. Duas viaturas da Polícia Militar e Policiais Civis foram acionados para o local. Em seguida, foi acionada a equipe do IML para fazer a remoção do corpo.
 
João Aureliano morava na última casa da 32ª Rua, bairro Vale do Tapajós. Ele tinha 73 anos de idade e morava com dois netos. João era muito bem visto e conhecido na vizinhança; homem trabalhador. Os amigos suspeitam que a separação e o AVC podem ter dado início a uma crise de depressão que evoluiu para o desejo de tirar a própria vida.
 
Sob os olhares tristes dos vizinhos, o corpo do ancião foi conduzido para exame de necropsia. O episódio apanhou todos de surpresa. Ninguém esperava de João Aureliano uma decisão tão dramática e radical.
 

Fonte

plantao24horasnews.com.br
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

EM ITAITUBA: IDOSO DE 73 ANOS TIRA A PRÓPRIA VIDA NO BAIRRO VALE DO TAPAJÓS

plantao24horasnews.com.br

São razões estranhas e, muitas vezes, inexplicáveis que levam uma pessoa a tirar a própria vida. Desta vez, foi uma pessoa que não dava nenhum sinal de depressão, pelo menos até uma semana atrás, quando aconteceu a separação da esposa. João Aureliano Gomes Cunha, trabalhador e patriarca dedicado, foi encontrado por vizinhos, já sem vida, dentro do quarto.

Foi a terceira morte por suicídio só nesta semana na região. São razões estranhas e, muitas vezes, inexplicáveis que levam uma pessoa a tirar a própria vida. Desta vez, foi uma pessoa que não dava nenhum sinal de depressão, pelo menos até uma semana atrás, quando aconteceu a separação da esposa. João Aureliano Gomes Cunha, trabalhador e patriarca dedicado, foi encontrado por vizinhos, já sem vida, dentro do quarto.
 
 
 
Ao lado, uma espingarda calibre .16. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas já não havia nada a ser feito. Duas viaturas da Polícia Militar e Policiais Civis foram acionados para o local. Em seguida, foi acionada a equipe do IML para fazer a remoção do corpo.
 
João Aureliano morava na última casa da 32ª Rua, bairro Vale do Tapajós. Ele tinha 73 anos de idade e morava com dois netos. João era muito bem visto e conhecido na vizinhança; homem trabalhador. Os amigos suspeitam que a separação e o AVC podem ter dado início a uma crise de depressão que evoluiu para o desejo de tirar a própria vida.
 
Sob os olhares tristes dos vizinhos, o corpo do ancião foi conduzido para exame de necropsia. O episódio apanhou todos de surpresa. Ninguém esperava de João Aureliano uma decisão tão dramática e radical.
 

Publicidade