Elias Junior - O Número 1 das Notícias

Idoso acusado de Homicídio se apresenta na Policia Civil em Santarém

Ele disse que matou porque a vitima iria roubar seu relógio

Policia Civil

Na ultima Quinta-feira, (07) apresentou-se na Delegacia de Homicídios de Santarém, o nacional Elias de Sousa, 64 anos de idade,  segundo as informações da Policia Civil a nossa equipe o mesmo   confessou a autoria da morte de Douglas Alves da Cruz, conhecido por "MACACO", ocorrida no dia 12 de fevereiro deste ano, por volta de 08h00, no bairro Ipanema.

Segundo o réu confesso, este caminhava pelo bairro quando foi abordado pela vítima, que tinha a intenção de roubar seu relógio de pulso. Naquele oportunidade, o ancião utilizou de uma faca, instrumento que portava para pegar palha, e investiu uma unica contra a vítima, ou seja ele disse que foi obrigado a matar para se defender.

Segundo o Delegado Dmitri Teles, titular da Especializada, este é o desfecho das investigações, que já apontavam o ancião como o outor do crime. Ainda será analisada pelo delegado a necessidade da representação de alguma medida cautelar. O Delegado Jamil Casseb, Superintendente do Baixo e Médio Amazonas, oferece todo o suporte necessário para a elucidação dos homicídios no município, e contabiliza um grande índice de resolutividade nas investigações.

Fonte

Grupo EJN / Policia Civil
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Idoso acusado de Homicídio se apresenta na Policia Civil em Santarém

Grupo EJN / Policia Civil

Na ultima Quinta-feira, (07) apresentou-se na Delegacia de Homicídios de Santarém, o nacional Elias de Sousa, 64 anos de idade,  segundo as informações da Policia Civil a nossa equipe o mesmo   confessou a autoria da morte de Douglas Alves da Cruz, conhecido por "MACACO", ocorrida no dia 12 de fevereiro deste ano, por volta de 08h00, no bairro Ipanema.

Segundo o réu confesso, este caminhava pelo bairro quando foi abordado pela vítima, que tinha a intenção de roubar seu relógio de pulso. Naquele oportunidade, o ancião utilizou de uma faca, instrumento que portava para pegar palha, e investiu uma unica contra a vítima, ou seja ele disse que foi obrigado a matar para se defender.

Segundo o Delegado Dmitri Teles, titular da Especializada, este é o desfecho das investigações, que já apontavam o ancião como o outor do crime. Ainda será analisada pelo delegado a necessidade da representação de alguma medida cautelar. O Delegado Jamil Casseb, Superintendente do Baixo e Médio Amazonas, oferece todo o suporte necessário para a elucidação dos homicídios no município, e contabiliza um grande índice de resolutividade nas investigações.

Publicidade